Partidos

PSD avança com processo de expulsão de Duarte Lima

PSD avança com processo de expulsão de Duarte Lima

O PSD vai avançar com um processo de expulsão do ex-deputado Duarte Lima conforme preveem os estatutos para militantes condenados em casos de corrupção.

A informação foi dada esta sexta-feira à agência Lusa por fonte oficial do PSD, no dia em que Duarte Lima começou a cumprir pena de prisão.

O ex-líder parlamentar social-democrata entregou-se pelas 10 horas no estabelecimento prisional de Caxias, para cumprir o que lhe resta de uma pena de seis anos de prisão, por burla qualificada e branqueamento de capitais, no âmbito do processo "Homeland".

Os estatutos do PSD preveem que aos militantes que infringirem os seus deveres para com o partido serão aplicáveis sanções que podem ir da advertência à expulsão, remetendo para o Regulamento de Disciplina a tipificação das infrações leves e graves.

De acordo com o Regulamento de Disciplina do PSD, em vigor desde junho do ano passado, constitui uma infração grave ao dever de militante "ter sido condenado por um tribunal com sentença transitada em julgado por factos ilícitos criminais cometidos no exercício de cargos de nomeação, em qualquer nível da Administração Pública ou dela dependente, ou no exercício de cargos eleitos nas listas apresentadas pelo partido em eleições, que ponham em causa o bom nome do partido ou a confiança que este depositou no infrator".

No caso das infrações graves, o regulamento prevê que a sanção possa ir da suspensão da qualidade de membro do partido até dois anos até à expulsão.

PUB

No processo aberto a Duarte Lima pelo PSD, a sanção pedida pela secretaria-geral do partido é a expulsão, seguindo agora o processo para o Conselho Nacional de Jurisdição, o 'tribunal' do partido.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG