O Jogo ao Vivo

Exclusivo

PSD dividido quanto à data das diretas

PSD dividido quanto à data das diretas

O PSD está dividido quanto à data da saída de Rui Rio da liderança e consequente convocação de eleições diretas e congresso eletivo. Abril, julho e janeiro são as hipóteses em cima da mesa.

O PSD está dividido quanto à data da saída de Rui Rio da liderança e consequente convocação de eleições diretas e congresso eletivo. O atual presidente do partido já disse que gostava que o processo ficasse concluído até ao início de julho. Mas há quem defenda que ocorra já em abril, como alguns críticos. E até quem considere, como Pinto Luz e Poiares Maduro, que o ideal seria Rui Rio aceitar permanecer até janeiro do próximo ano.

Aliás, o "timing" das diretas foi o tema que mais suscitou divisões na reunião da Comissão Política Nacional de anteontem. No final, Rui Rio defendeu que devem "estar resolvidas durante o primeiro semestre deste ano, o mais tardar no início de julho que é quando as pessoas vão de férias".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG