Nacional

PSD e CDS elogiam franqueza de Passos sobre a Madeira

PSD e CDS elogiam franqueza de Passos sobre a Madeira

O PSD elogiou o primeiro-ministro e presidente do partido por ter "enfrentado com toda a verdade" a questão do "buraco financeiro" da Madeira, na entrevista à RTP1, que, por sua vez, o CDS considerou ter sido franca e esclarecedora.

Em declarações à Agência Lusa, o vice-presidente da bancada parlamentar social-democrata Carlos Abreu Amorim disse que o chefe do Governo "enfrentou a questão" do 'buraco' nas contas da Madeira "com toda a verdade, firmeza e transparência", admitindo que "a situação é grave e tem de ser investigada".

Carlos Abreu Amorim realçou ainda o compromisso de Passos Coelho em manter como "primeira prioridade" o combate ao "défice excessivo", quando confrontado com a possibilidade, assumida pelo primeiro-ministro, de eliminação da taxa intermédia do IVA.

No mesmo sentido, o CDS-PP considerou que a entrevista de Pedro Passos Coelho foi franca e esclareceu todos os portugueses relativamente aos sacrifícios que têm de fazer e às medidas que irão ser tomadas pelo Governo.

"Foi franca porque o senhor primeiro-ministro, tal como sempre fez o CDS-PP, qualificou de grave as irregularidades ocorridas na Madeira e a necessidade de Portugal fazer reajustamentos face a um comportamento inadmissível daquilo que se passou no arquipélago", apontou Nuno Magalhães.

O deputado centrista considerou também que a entrevista, foi útil porque conseguiu tirar todas as dúvidas relativas ao caminho que o Governo pretende seguir para vencer a crise, nomeadamente em termos de cortes na despesa.

"Esta entrevista foi útil porque o primeiro-ministro explica as medidas tomadas por este Governo que implicam não só sacrifícios, mas também dá um exemplo de um corte significativo nas despesas do Estado, nomeadamente nas despesas intermédias do Estado", considerou.