Covid-19

PSD quer planos de emergência municipal no interior

PSD quer planos de emergência municipal no interior

O PSD quer que os autarcas do interior acionem planos de emergência municipal, especificamente a pensar na altura da Páscoa, por causa das pessoas que possam ter a tentação de passar a quadra na sua terra natal.

O PSD acredita que a maior parte das pessoas não vai conseguir resistir a tentação de regressar à sua terra Natal para passar a Páscoa. E teme os riscos associados a uma possível propagação da Covid-19. Por isso, quer que os autarcas do interior, em particular do nordeste transmontano e do Algarve acionem planos municipais, com medidas especificamente pensadas para "para prevenir os riscos associados aos fluxos populacionais".

"O interior do país, que até agora, com algumas exceções, tem sido poupado ao avanço galopante da epidemia, vai também ser confrontado com um agravamento do número e focos de contágio, não só nos inúmeros Lares residenciais que acolhem os mais idosos e vulneráveis, mas em todo o território, em particular nas pequenas vilas e aldeias onde reside uma população envelhecida e com dificuldades acrescidas de acesso aos serviços e cuidados de saúde", considera o PSD, em comunicado.

Para os sociais-democratas, o isolamento das localidades do interior do país, que em sido "uma das marcas mais negativas da interioridade", é agora uma das mais-valias no combate à Covid-19. E isso pode ser colocado em causa agora no período da Páscoa.

"É bem provável que um número significativo de pessoas decida regressar às localidades de onde são oriundas ou onde têm ligações familiares. A acontecer, como é expectável, os riscos de contágio e progressão da epidemia são, como têm alertado os presidentes de câmara e os presidentes de junta desses territórios, enormes já que não só não é possível identificar e isolar eventuais contagiados mas também porque se tem manifestado a tendência para, nestes locais e nestas comunidades, não se aplicarem com o rigor necessário as medidas de isolamento profilático e social", adverte o partido.

Daí de que, "para prevenir e minimizar o risco de contágio das populações", o PSD proponha que os autarcas acionem planos de emergência municipais, reforcem os meios de controlo sanitário nas fronteiras e preparem as forças de segurança "para exercer, simultaneamente, uma ação pedagógica junto das populações e reforçar a vigilância e o controle da observância das medidas preconizadas no Decreto n.º 2-A/2020 que regulamenta a aplicação do estado de emergência". Além disso, pede que se crie uma campanha de sensibilização, especificamente pensada mos territórios do interior".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG