Covid-19

PSD quer revogar regime de libertação de reclusos após fim da vacinação nas prisões

PSD quer revogar regime de libertação de reclusos após fim da vacinação nas prisões

O PSD entregou esta quarta-feira um projeto-lei que pretende revogar, a partir de 1 de julho, o regime excecional de libertação de presos, associado a uma resolução para que todos os reclusos sejam vacinados até 30 de junho.

Em declarações aos jornalistas no parlamento, o deputado e vice-presidente do PSD André Coelho Lima afirmou que 30 de junho era o prazo apontado pela 'task-force' da vacinação para concluir o processo na população prisional.

"Ou seja, quando estiver terminada a vacinação não há razão nenhuma para que não termine o regime excecional", defendeu.

Para o deputado, o Governo só recusará essa revogação se o objetivo não for, desde o início, "proteger a população prisional, mas combater a sobrelotação das cadeias portuguesas", tendo aproveitado a pandemia de covid-19 para o fazer.

Questionado se estes dois diplomas ainda poderão ser agendados na atual sessão legislativa - com quase todos os plenários já definidos -, o vice-presidente do PSD considerou que "havendo vontade dos partidos" será possível ultrapassar "questão formais".

Também o CDS-PP propôs esta quarta-feiar a revogação regime excecional de flexibilização da execução de penas e indultos a presos, aprovado em 8 de abril de 2020 na Assembleia da República com votos contra de PSD, CDS-PP, Iniciativa Liberal e Chega, e abstenção do PAN.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG