Madeira

PSP identifica elementos do PND durante iniciativa do partido

PSP identifica elementos do PND durante iniciativa do partido

O cabeça de lista do PND na Madeira foi identificado este domingo pela PSP durante uma iniciativa em que o partido vendou uma imagem da Justiça e colocou 48 cruzes negras, numa alusão às vítimas do temporal de 2010.

Hélder Spínola relatou à Lusa que um elemento da divisão de trânsito que estava no local lhe pediu a identificação. "Nós questionámos porque é que ele nos estava a identificar, qual era o ilícito que estávamos a cometer", contou.

De acordo com o ambientalista, o elemento da polícia "não conseguiu fazer referência a nenhuma legislação nem a nenhum ilícito em particular, mas insistiu em fazer o seu trabalho", querendo ainda identificar o "resto das pessoas".

Explicou ainda que, mais tarde, chegaram reforços policiais: "Primeiro um polícia com uma máquina fotográfica que começou a tirar a fotografias e não falou connosco e daí a pouco mais um polícia, num transporte ecológico, diga-se, de bicicleta, e passa também mais um de mota e durante alguns momentos estiveram inclusive alguns polícias à paisana".

A iniciativa do PND pretendia demonstrar que a Justiça está cega, na sequência do arquivamento por parte do Ministério Público do caso das 48 mortes do temporal de 20 de Fevereiro de 2010.

O cabeça de lista lamentou que existam "algumas forças policiais que, em vezes de estarem ao serviço das pessoas, parece que estão ao serviço de alguém em particular".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG