Operação

PSP reforça fiscalização nas estradas no Natal e Ano Novo

PSP reforça fiscalização nas estradas no Natal e Ano Novo

A Polícia de Segurança Pública (PSP) vai reforçar a sua presença visível no período do Natal e Ano Novo e aumentar as operações de fiscalização rodoviária, anunciou, este domingo, aquela autoridade.

"Entre os dias 20 de dezembro e 3 de janeiro de 2022, na sua área de responsabilidade em Portugal Continental e na totalidade das Regiões Autónomas da Madeira e dos Açores, a PSP aumentará a sua presença na via pública, reforçando a visibilidade e capacidade de prevenção da ocorrência de ilícitos criminais, contribuindo para o aumento do sentimento de segurança dos cidadãos", lê-se no comunicado hoje divulgado.

A operação designada "Polícia sempre presente: Festas em Segurança 2021-2022" tem como lema "Celebre connosco em segurança".

A PSP vai aumentar as operações de fiscalização nesta época festiva, estando sobretudo atenta a velocidade excessiva, uso do telemóvel durante a condução, não uso de cinto de segurança e sistemas de retenção e ainda condução sob o efeito ao álcool e substâncias psicotrópicas.

"Na semana que antecede o Natal este aumento da fiscalização verificar-se-á, não só nos grandes centros urbanos -- associado ao grande afluxo de pessoas e viaturas nas imediações das áreas comerciais -- mas também nos acessos aos principais eixos rodoviários interurbanos, relacionados com as tradicionais deslocações para reunião familiar", refere o comunicado.

A PSP recorda ainda que está presente nos aeroportos e que a entrada em Portugal depende da apresentação de teste à covid-19 com resultado negativo. Já para embarque, é obrigatória a apresentação de teste PCR negativo à doença, à exceção dos viajantes que apresentarem certificado de recuperação.

Desde 1 de dezembro e até hoje, a PSP já fiscalizou cerca de 3500 voos e controlou mais de 341 500 passageiros. Foram levantados 720 autos de contraordenação a pessoas sem teste e às companhias aéreas que as transportaram, segundo o comunicado.

PUB

A PSP diz ainda que vai aumentar a vigilância nas zonas residenciais, tendo em conta as muitas famílias que se deslocam no Natal e Ano Novo e recorda que, quando se ausentam das residências, as famílias devem garantir que portas e janelas de casa ficam bem trancadas e avisa que devem "evitar publicitar as ausências mais prolongadas, nomeadamente através das redes sociais".

Nas compras de Natal, a PSP diz que o aumento do uso de compras através de Internet com pagamento através de plataformas informáticas tem contribuído para "o aumento das denúncias de burlas nas comunicações".

A PSP indica algumas cautelas que as pessoas devem ter para evitar que os compradores sejam alvos de burlas, como compreenderem bem o funcionamento do método de pagamento antes de qualquer compra e não aceitarem o auxílio de estranhos para fazer o pagamento.

Além disso, devem seguir as instruções de utilização das próprias plataformas e, em caso de dúvida, pedir ajuda aos serviços técnicos do prestador do serviço. Podem ainda recorrer à PSP caso suspeitem de algum problema.

Por fim, a PSP recorda que, estando o país em Estado de Calamidade, "devem ser evitadas aglomerações, especialmente em espaços fechados".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG