"Estou Aqui"

Pulseiras para encontrar crianças perdidas disponíveis todo o ano

Pulseiras para encontrar crianças perdidas disponíveis todo o ano

A PSP inicia esta quinta-feira a sexta edição do programa "Estou Aqui", de distribuição de pulseiras gratuitas para ajudar pais e educadores a localizar crianças entre os dois e os 10 anos que estejam perdidas.

Este ano o programa deixa de ser sazonal, passando a estar ativo 365 dias por ano, e a idade é alargada, anunciou a PSP.

Segundo a PSP, os pais que pretendam aderir ao programa têm de fazer o registo prévio da criança no site, podendo fazê-lo a partir desta quinta-feira, e as pulseiras podem ser levantadas nas esquadras escolhidas pelos pais após o registo ter sido concretizado com sucesso.

Caso as pulseiras não sejam levantadas até ao 25º dia, o pedido é cancelado.

A PSP refere que a pulseira tem um código alfanumérico, permitindo "de forma célere chegar ao contacto com os pais, educadores ou tutores de uma criança que se encontre perdida, promovendo o reencontro".

Cada pulseira "é única", sendo atribuída a cada uma um número diferente que, apesar de ser percetível, só pode ser lido pela PSP, através da base de dados.

PUB

Em caso de desaparecimento da criança, através de uma chamada para o 112 serão acionados os mecanismos necessários de comunicação com as forças de segurança, que enviarão para o local do desaparecimento uma patrulha policial.

Paralelamente, ao longo deste processo, que se pretende o "mais célere possível", a PSP agilizará, através da força de segurança envolvida, o contacto com o responsável pela criança perdida, de acordo com os registos fornecidos no ato de adesão e ativação da pulseira, segundo a Polícia.

Nos últimos cinco anos, a pulseira foi usada por 163 mil crianças.

A PSP lança o programa "Estou Aqui" em Cascais, esta quinta-feira, Dia Mundial da Criança.

Outras Notícias