Covid-19

Quarentena de doentes assintomáticos e ligeiros baixa para 10 dias

Quarentena de doentes assintomáticos e ligeiros baixa para 10 dias

A Direção-Geral da Saúde publicou, esta quarta-feira, uma norma que reduz de 14 para 10 dias o isolamento de doentes covid-19 assintomáticos e ligeiros.

A Direção-Geral da Saúde (DGS) publicou nesta quarta-feira uma norma onde, entre inúmeros pontos, atualiza as regras de levantamento de isolamento em doentes portadores de SARS-CoV-2. Os novos critérios de alta clínica e fim das medidas de isolamento determinam agora que um doente assintomático finde o isolamento ao fim de 10 dias, ao contrário dos atuais 14 dias. Portugal segue assim o caminho de vários países, nomeadamente europeus, que adotaram uma quarentena de 10 dias.

De acordo com o documento, no seu ponto 51, "os doentes com COVID-19 assintomática, isto é, pessoas sem qualquer manifestação clínica de doença à data do diagnóstico laboratorial e até ao final do seguimento clínico, o fim das medidas de isolamento é determinado 10 dias após a realização do teste laboratorial que estabeleceu o diagnóstico".

A norma dos 10 dias passa também a aplicar-se aos doentes com patologia ligeira ou moderada. Se estes doentes tiverem registado uma melhoria significativa dos sintomas durante três dias consecutivos e tiverem estado três dias seguidos sem febre e sem recurso a antipiréticos, então também nestes casos a quarentena é reduzida em quatro dias. "Alta" esta que dispensa a realização de teste laboratorial à presença de SARS-CoV-2.

Já nas patologias graves, o fim das medidas de isolamento, e sem necessidade de novo rastreio, aplica-se 20 dias após o início dos sintomas. Aplicando-se, na mesma, os princípios dos ligeiros: melhoria dos sintomas e ausência de febre.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG