Ensino

Quase 100% dos horários pedidos pelas escolas estão preenchidos

Quase 100% dos horários pedidos pelas escolas estão preenchidos

As listas de colocação dos professores foram divulgadas esta sexta-feira. Dos 13101 horários pedidos pelas escolas foram preenchidos 97,7% através da contratação de 7099 professores e da transferência, por mobilidade interna, de 5692 docentes de quadro. Mais de mil aceitaram renovar horários incompletos.

Nos quadros entraram 3259 professores, um número superior ao de 2021 ou 2020, frisou o ministro da Educação em conferência de Imprensa. No total, sublinhou João Costa, desde 2015 vincularam nos quadros 14259 professores.

Uma das alterações legislativas aprovadas, este ano, para contrariar os horários que ficam por preencher foi a possibilidade de renovação dos horários incompletos. Mais de mil (1104) professores aceitaram, revelou o ministro.

PUB

Dos horários incompletos que ficaram por preencher, 80% são do grupo de recrutamento de Informática e "estão concentrados" nas regiões de Lisboa e do Oeste. Neste caso, recordou João Costa, as escolas podem passar estes horários para contratação de escola, se não forem preenchidos após a primeira reserva de recrutamento nacional, que ainda se realizará em agosto.

O ministro revelou ainda que está a ser ultimado um despacho que altera as habilitações exigidas para a docência. O objetivo, explicou, é alargar o leque de candidatos em vários grupos, incluindo Informática, através, por exemplo, da alteração da lista de licenciaturas aceites ou identificação de disciplinas como requisito. O despacho, assegurou, deve entrar em vigor ainda durante o primeiro período de modo a ter impacto das contratações de escola, lançadas durante todo o ano letivo, especialmente para situações de substituição.

Nas listas ficaram por colocar 25858 professores, 871 dos quais de quadro que não têm componente letiva atribuída.

Em suma, concluiu João Costa, os concursos resultaram "em menos professores contratados e mais professores em quadros de zona pedagógica e com uma folga confortável entre agora e o arranque do ano letivo" para menos alunos começarem as aulas com falta de algum professor. Até 13 de setembro, serão realizadas três reservas de recrutamento.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG