Boletim DGS

Quase 50 mortes por covid-19 em dia com menos internados

Quase 50 mortes por covid-19 em dia com menos internados

Portugal registou 48 mortes e 57657 casos de covid-19 nas últimas 24 horas.

A Direção-Geral da Saúde reportou 48 mortes e 57657 casos de covid-19 nas últimas 24 horas. Números que elevam para 2 312 240 o total de infeções reportadas desde o início da pandemia, período no qual morreram 19 661 pessoas.

O boletim revela uma subida de 13928 novos casos de covid-19 em relação à terça-feira passada, dia em que foram registados 43729 novos casos. Em relação às mortes, a subida é menos significativa: na semana passada, 46 morreram da doença, enquanto hoje morreram 48. Por outro lado, é de sublinhar que, no dia 25 de janeiro de 2021, foram registados 6923 novos casos e 252 mortes.

Nos hospitais, há menos 28 internados. Do total de 2320 pessoas acamadas, 158 são doentes considerados graves, menos 14 do que no domingo. Esta descida de doentes graves é igual à descida registada na terça-feira passada, dia em que mais 17 pessoas infetadas ocuparam camas em enfermaria. No mesmo dia de 2021, havia 5807 internadas e, destas, 714 ocupavam camas nas Unidades de Cuidados Intensivos (UCI).

Mais de 25 mil novos casos no Norte

Segundo a DGS, 44% das novas infeções foi registada na região Norte, onde há agora mais 25504 casos de covid-19. Os restantes casos registaram-se em Lisboa e Vale do Tejo (16740), Centro (9543), Alentejo (2044), Algarve (1501), Madeira (1408) e Açores (917).

O Norte foi também a região onde foram registadas mais mortes (19). Segue-se Lisboa e Vale do Tejo (17), Centro (sete), Algarve (quatro) e Alentejo (um). Não foram registados óbitos nos arquipélagos da Madeira e dos Açores. As vítimas mortais são um homem e uma mulher com idades entre os 50 e os 59 anos, dois homens e uma mulher na faixa etária seguinte, quatro homens e cinco mulheres com idades entre 70 e 79 anos e 17 homens e 17 mulheres na faixa etária mais elevada (mais de 80 anos).

PUB

Esta terça-feira, há ainda a assinalar um aumento do número de casos ativos - mais 2943, num total de 512571 - e o aumento dos contactos em vigilância - mais 18895, num total de 520 014. O boletim indica ainda que há mais 54666 recuperados, num total de 1 780 008.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG