Exclusivo

Quase 500 vítimas de violência doméstica pediram ajuda por SMS na pandemia

Quase 500 vítimas de violência doméstica pediram ajuda por SMS na pandemia

Linha foi criada há dois anos para garantir apoio em casos de violência doméstica. Serviço mantém-se no pós-covid.

Quase 500 vítimas de violência doméstica pediram ajuda nos últimos dois anos através da linha de SMS 3060, criada no início da pandemia para que as vítimas em confinamento pudessem pedir auxílio através de uma mensagem nas situações em que não conseguissem falar. O serviço, gratuito e confidencial, vai manter-se ativo no pós-covid, garantiram ao JN o gabinete da Secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade e a Fundação Vodafone.

A linha foi lançada pelo Governo, em parceria com a Fundação Vodafone, em março de 2020 "para que as vítimas em confinamento pudessem enviar pedidos de ajuda de forma discreta". É um serviço gratuito para todas as redes, anónimo e confidencial, prestado por profissionais especializados da Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género com formação em apoio à vítima.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG