Exclusivo

Quatro milhões para membros de mesa nas Autárquicas

Quatro milhões para membros de mesa nas Autárquicas

Têm gratificação de 51,93 euros e dispensa do trabalho no dia das eleições e no seguinte. Candidatos sem direito ao domingo.

Os candidatos têm direito à dispensa das suas funções laborais, sejam públicas ou privadas, durante a campanha eleitoral, que começa no 12.º dia anterior às eleições e dura até à sexta-feira anterior às autárquicas (de 14 a 24). Ou seja, não inclui o dia da votação, ao contrário dos delegados das candidaturas e membros de mesa, também com direito ao dia seguinte. Os membros de mesa recebem uma gratificação de 51,93 euros. Se multiplicarmos este valor por 79 385 membros previstos, são mais de quatro milhões de euros.

Além dos candidatos efetivos, só estão dispensados do trabalho para a campanha eleitoral os candidatos suplentes no mínimo legal exigível (número não inferior a um terço dos efetivos, arredondado por excesso), explica a Comissão Nacional de Eleições (CNE).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG