Premium

Quatro vítimas dos fogos de 2017 ainda à espera de indemnização

Quatro vítimas dos fogos de 2017 ainda à espera de indemnização

O bombeiro Rui Rosinha e o madeireiro Vítor Neves, ambos de Castanheira de Pera, são dois dos quatro feridos graves dos incêndios de 2017 que ainda não foram indemnizados.

O primeiro aguarda nova proposta da Provedoria da Justiça (PJ), após o seu estado clínico ter sido reavaliado no ano passado. Vítor Neves espera que o Tribunal do Trabalho determine o seu grau de incapacidade. O valor total das indemnizações a pagar pelo Estado ascende a cerca de 11 milhões de euros.

Reformado aos 42 anos, na sequência do incêndio de 17 de junho de 2017, Rui Rosinha disse ao JN que não concordou com o valor de indemnização que lhe foi atribuído, no final de 2018, pelo que foi sujeito a nova avaliação do Instituto de Medicina Legal (IML) em maio. "Repetiram os exames e incluíram a parte neurológica". Desde então, não voltou a ser contactado. "Espero que o processo não esteja parado. Não quero tratamentos especiais, só o apoio que é justo", observa.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG