Exclusivo

Queixas de discriminação e violência contra os homossexuais sobem 44%

Queixas de discriminação e violência contra os homossexuais sobem 44%

ILGA atendeu 380 pessoas desde o início do ano e nota mais dificuldades. Esta segunda-feira é o Dia Internacional Contra a Homofobia, Transfobia e Bifobia.

A ILGA - Intervenção Lésbica, Gay, Bissexual, Trans e Intersexo denuncia um aumento do número de pedidos de ajuda por discriminação e violência ligados à orientação sexual e de género. Entre janeiro e meados de maio deste ano, a associação registou 380 atendimentos, mais 117 do que em igual período do ano passado, o que representa um aumento de 44%. Desses, 140 são casos novos.

Em causa estão, além de queixas por discriminação, "situações de violência doméstica e de género". Há pessoas LGBTI que, "devido à crise provocada pela pandemia, perderam os rendimentos e tiveram de regressar a contextos familiares inseguros de que tinham conseguido escapar" quando se emanciparam, explicou a presidente, Ana Aresta.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG