Exclusivo

Quis mudar de nome porque sofria de bullying

Quis mudar de nome porque sofria de bullying

Na escola, tratavam-no por diminutivos que não gostava. O pai ajudou o filho a mudar de nome.

Era gozado pelos colegas de escola que o tratavam por diminutivos de António. "Era Tobé, Tó, Toninho. Não gostava, sentia-me ridicularizado. Na altura, era assim que interpretava." André Gouveia entrou na escola primária como António André. Mas chegou ao 3.º ano só com André no nome. Queixava-se aos pais do nome António e eles eliminaram-no do então bilhete de identidade.

Há uma música que André Gouveia, hoje com 29 anos, guarda na memória dos tempos de escola primária. "Na altura, estava muito na moda o "Chama o António" do Toy e gozavam-me com isso. Senti que sofria de bullying. Apesar de ser uma brincadeira, ao fim e ao cabo, eu ficava sempre triste", conta. Herdou o António do pai, que também o era, e o nome André foi escolhido pela mãe.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG