Congresso PSD

Rangel acusa PS de "mexicanizar a política e o país"

Rangel acusa PS de "mexicanizar a política e o país"

Paulo Rangel acusou, este sábado, António Costa de ter tentado mexicanizar a política e o país", criando uma "teia de relações assente no clientelismo" e até "nos laços familiares", ocupando o país de uma forma "tentacular".

Paulo Rangel não tem dúvidas. Nos últimos seis anos, António Costa só teve uma única preocupação: ir gerindo para se ir mantendo no poder.

PUB

"Preocupou-se em garantir a ocupação molecular do Estado dos cargos e dos postos. Uma ocupação verdadeiramente tentacular, criando uma teia de relações assentes na militância, no clientelismo e até nos laços familiares, com o impulso de tudo controlar, de perpetuar no poder", acusou Paulo Rangel.

Mas o eurodeputado não ficou por aí. Foi mais longe num duro ataque ao PS, que tem sido o grande tema do 39º congresso do PSD, em Santa Maria da Feira, ao acusar António Costa de se mover pelo "impulso de 'mexicanizar' a política e o país".

"António Costa não fez outra coisa senão gerir a conjuntura na ótica de preservar e controlar o poder", concluiu o candidato derrotado nas diretas do passado dia 27 de novembro.

Para Paulo Rangel, os portugueses estão fartos de verem o PS a estagnar o país. Acresce que António Costa "exauriu-se, esgotou-se, apagou-se"."É hoje, um líder sem alma, sem chama, sem vontade. Está cansado, está conformado, está resignado", considerou.

O eurodeputado vê, assim, uma oportunidade de ouro para o PSD regressar ao poder. Para tal, sugere que o partido adote uma "agenda da liberdade", que impõe reformas na educação, na Justiça, nos serviços públicos, em particular no Serviço Nacional de Saúde, e nos transportes.

"Para criar riqueza é preciso gradualmente baixar a carga fiscal sobre as pessoas e as empresas", defendeu ainda Paulo Rangel, reafirmando, perante os congressistas, o que já tida dito ao país: que, sem "perder as suas convicções", está "com motivação e energia para apoiar o partido e o seu presidente".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG