PSD

Rangel confirma que vai ser número dois da lista de Rio ao Conselho Nacional

Rangel confirma que vai ser número dois da lista de Rio ao Conselho Nacional

O eurodeputado do PSD Paulo Rangel confirmou, esta sexta-feira, que aceitou o convite para ser o número dois no Conselho Nacional, uma "lista de acordo" entre Rui Rio e Pedro Santana Lopes.

À chegada ao 37.º Congresso Nacional do PSD, Paulo Rangel foi questionado pelos jornalistas sobre se seria o número dois na lista de Rui Rio ao Conselho Nacional, que será encabeçada pelo candidato derrotado nas diretas, Pedro Santana Lopes.

"Sim. É uma lista de acordo entre o doutor Rui Rio e o doutor Pedro Santana Lopes e convidaram-me para ser número dois e sou com maior gosto", respondeu.

Hugo Soares com poucos comentários a Negrão por não se saber "se haverá mais candidatos"

O líder parlamentar do PSD, Hugo Soares, elogiou a experiência de Fernando Negrão, candidato à liderança da bancada, mas recusou mais comentários por não se saber "se haverá mais candidatos".

À chegada ao Centro de Congresso de Lisboa, para a reunião magna dos sociais-democratas, Hugo Soares disse que não voltará a ser candidato às eleições de quinta-feira para a bancada e referiu-se à experiência do ex-ministro da Justiça.

"É o candidato que se apresentou, é um deputado muito experiente, por quem eu tenho consideração pessoal. Cabe aos deputados dizer se será ou não líder do grupo parlamentar", afirmou, recusando mais comentários por ser "uma descortesia fazê-lo" dado que ainda está em funções.

Montenegro preferia Soares mas diz que Negrão pode ser "bom líder parlamentar"

O ex-líder parlamentar do PSD Luís Montenegro afirmou que teria preferido a continuidade de Hugo Soares à frente da bancada, mas considerou que Fernando Negrão tem todas as condições para ser "um bom líder parlamentar".

"Há um candidato que está apresentado, que eu conheço bem, respeito muito e tem todas as condições para ser um bom líder parlamentar", afirmou, desejando que o ex-ministro possa constituir "uma equipa forte" e "personificar a afirmação da mensagem política do PSD a partir do parlamento".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG