PSD

Rangel saúda recandidatura de Rio: "é bom que haja alternativas"

Rangel saúda recandidatura de Rio: "é bom que haja alternativas"

O candidato à liderança do PSD Paulo Rangel saudou, esta quinta-feira, o anúncio da recandidatura do presidente do partido, Rui Rio, por considerar ser "bom que haja alternativas democráticas" e "visões estratégicas que se confrontam no tempo certo".

"Reajo muito positivamente. Julgo que, para o PSD e para o país, é sempre bom que haja alternativas democráticas e, portanto, os militantes do PSD, que são militantes livres, agora em liberdade têm pelo menos duas - podem até aparecer mais - alternativas para escolher e isso acho que é muito positivo e saúdo muito o passo que vai ser dado", declarou Paulo Rangel.

Em declarações aos jornalistas portugueses em Bruxelas, à entrada para o congresso do Partido Popular Europeu, o também eurodeputado social-democrata garantiu respeitar "a liberdade de todos os militantes [...], que vão escolher entre dois projetos, duas equipas e dois perfis".

"E não há nada melhor para a democracia ou para o PSD e eu julgo que isso é bom para os portugueses em geral, que dentro dos partidos, que têm um projeto comum, haja visões estratégicas e que elas se possam confrontar no tempo certo, que é agora, que é o tempo das eleições diretas e do congresso regular e normal", elencou Paulo Rangel.

E reforçou: "Saúdo mesmo com grande alegria democrática".

"Para o PSD vai ser um grande momento de apresentar ao país as suas conceções e de como quer ver o futuro nos próximos anos", concluiu.

PUB

O PSD vai realizar eleições diretas para escolher o presidente no dia 4 de dezembro e o 39.º Congresso decorrerá entre 14 e 16 de janeiro, em Lisboa, e até agora apresentaram-se como candidatos Rui Rio e Paulo Rangel.

O presidente do PSD, Rui Rio, apresenta publicamente a sua recandidatura na sexta-feira ao final da tarde no Porto, cidade à qual já presidiu enquanto autarca, onde é militante e pela qual foi eleito deputado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG