Afogamentos

Rapaz de 13 anos e jovem de 18 morreram em praias fluviais. Há uma pessoa desaparecida

Rapaz de 13 anos e jovem de 18 morreram em praias fluviais. Há uma pessoa desaparecida

Um rapaz de 13 anos e um jovem de 18 morreram, este domingo, afogados nas praias fluviais de Valada, no Cartaxo, e da Senhora da Ribeira, em Santa Comba Dão, respetivamente.

De acordo com fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém, um rapaz de 13 anos morreu afogado no rio Tejo, ao final da tarde, em frente à praia fluvial de Valada.

O alerta para o afogamento foi dado pelas 19.10 horas, e cerca de meia hora depois o corpo foi encontrado pelos bombeiros e retirado da água, tendo sido iniciadas manobras de reanimação no local. A fonte adiantou ainda que o óbito acabou por ser validado no local pelas 20:15.

PUB

Uma equipa de apoio psicológico foi acionada e o corpo levado para o Hospital de Santarém. Estiveram envolvidos nesta ocorrência 15 operacionais, apoiados por oito veículos.

O alerta para o desaparecimento de um homem na praia fluvial da Senhora da Ribeira, na freguesia de Pinheiro de Ázare, em Santa Comba Dão, foi dado, segundo o CDOS de Viseu, pelas 15.45 horas.

O corpo acabou por ser retirado da água pelas 21.30 horas, já cadáver. De acordo com a mesma fonte, trata-se de um jovem de 18 anos.

Buscas suspensas no Gerês

Mais a norte, no Parque Nacional da Peneda-Gerês, segundo fonte do CDOS de Braga, foi dado alerta para o desaparecimento de uma pessoa, um jovem com cerca de 20 anos, após ter mergulhado na albufeira da Caniçada, em Vilar da Veiga, no concelho de Terras de Bouro, pelas 15.30 horas. As buscas na albufeira foram suspensas ao início da noite e serão retomadas na manhã de segunda-feira, em Terras de Bouro, no Gerês.

As informações das autoridades de socorro são escassas, sabendo-se que o grupo de três amigos, todos residentes na zona do Grande Porto, se lançou das Pontes de Rio Caldo, em Terras de Bouro, mas um dos veraneantes desapareceu na confluência dos três rios, Cávado, Gerês e Caldo, na área da albufeira da Caniçada cuja profundidade atinge 70 metros.

Além dos Bombeiros Voluntários de Terras de Bouro e da Delegação de Rio Caldo da Cruz Vermelha Portuguesa, estiveram já a pesquisar a zona os mergulhadores dos Bombeiros de Barcelos e de Vizela, pois os bombeiros locais não têm mergulhadores.

O INEM esteve igualmente no teatro de operações, já com várias valências e incluindo uma equipa de psicólogos apoiando os familiares mais diretos daquele jovem.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG