Exclusivo

Reciclagem de embalagens de plásticos afasta-se das metas

Reciclagem de embalagens de plásticos afasta-se das metas

A percentagem de embalagens de plástico, enviada para reciclagem, é cada vez menor e Portugal está a afastar-se da meta de 50% estabelecida para 2025, avisa o Tribunal de Contas.

A quantidade de resíduos preparados para esse destino atingiu um pico de 43% em 2015, porém tem vindo a diminuir, "sendo de apenas 36% em 2019". A auditoria destaca, ainda, o aumento da deposição de lixo em aterro em 2020.

Embora a análise do Tribunal de Contas se destine especificamente àquele fluxo de plásticos, o relatório faz uma leitura geral da gestão de resíduos urbanos, assinalando que está a aumentar a quantidade, cifrada em 513 quilogramas (Kg) anuais por habitante em 2020, acima da meta definida de 410 Kg/habitante/ano, e que a taxa de preparação para reutilização e reciclagem desceu, nesse ano, para 38%, "muito abaixo" do objetivo de 50%.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG