Exclusivo

Referendo local em Viana do Castelo: "Estamos a dar às pessoas uma arma para decidirem"

Referendo local em Viana do Castelo: "Estamos a dar às pessoas uma arma para decidirem"

O concelho de Viana do Castelo volta, esta segunda-feira, a fazer história, com a realização do primeiro referendo local do país sobre a (des)agregação de freguesias. A população de Barroselas e Carvoeiro vai às urnas para dizer de sua justiça, ou seja, se aprova ou não a continuidade da união formada em 2013.

A organização da consulta popular, que será vinculativa caso votem mais de 50% dos eleitores, ficou a cargo da junta de freguesia, liderada por Rui Sousa, sob coordenação da Comissão Nacional de Eleições (CNE). E, segundo o autarca, tem sido alvo de curiosidade de outras uniões de freguesias, interessadas em saber como se desenrola o processo.

Já em 1999 (25 de abril), aquele município encabeçou o pelotão da democracia em Portugal, com a realização do primeiro referendo local em território nacional. Na freguesia de Serreleis, os eleitores foram votar para responder à pergunta: "Concorda com a construção de um campo de jogos para desportos diversos (polidesportivo) na parte de trás do Salão Paroquial [de Serreleis]?". O eleitorado acorreu em massa (76,7%) e a maioria votou não. Vinte e três anos depois, a questão "Concorda com a separação das freguesias de Barroselas e Carvoeiro?" levará de novo o povo a responder sim ou não num boletim de voto. Nas freguesias que vão ser consultadas, o período pré-eleitoral decorreu sem campanha nem cartazes.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG