O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Registo único terá dados clínicos do utente seguido no SNS, privado e social

Registo único terá dados clínicos do utente seguido no SNS, privado e social

Registo de Saúde Eletrónico (RSE) está a evoluir para um registo único, que guardará toda a informação clínica do utente, produzida no Serviço Nacional de Saúde, mas também nos prestadores do setor privado e social. Há ainda um "longo caminho" a percorrer para que os dados possam circular com fluidez, muitos passos técnicos a dar no próximo ano, mas em 2024 já haverá "melhorias concretas" nesta plataforma eletrónica.

A promessa foi deixada pelo presidente dos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS). À margem da "eHealth Sessions 2", que decorreu no Porto, Luís Goes Pinheiro confiou, ao JN, ter "a expectativa de que a breve trecho todos os resultados dos Meios Complementares de Diagnóstico e Terapêutica realizados no âmbito dos cuidados de saúde primários fiquem disponíveis no RSE".

O que significa que os resultados de umas análises, de uma ecografia ou qualquer outro exame pedido pelo médico de família podem ser partilhados com os prestadores, com autorização do utente, evitando-se as duplicações, respetivos custos e riscos associados.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG