Coronavírus

Regresso do A380 da Hi Fly a Portugal adiado por 24 horas

Regresso do A380 da Hi Fly a Portugal adiado por 24 horas

O Airbus A380 da companhia aérea portuguesa Hi Fly, que está envolvido na repatriação de cerca de 350 cidadãos europeus, entre os quais 17 portugueses, que iria regressar a Beja ainda este domingo, depois de cumprida a missão, vai chegar a Portugal só na segunda-feira, às 17 horas.

Segundo apurou o JN, junto de fonte do Terminal Civil Aeronáutico de Beja (TCBeja), infraestrutura onde a Hi Fly tem a sua base de parqueamento e manutenção, "foi atualizada a hora de aterragem, que estava prevista para acontecer hoje a partir das 18 horas", disse o nosso interlocutor, que acrescentou desconhecer as razões de tal adiamento.

O "gigante dos céus", como é conhecido o maior avião do mundo de transporte de passageiros, descolou de Wuhan, na China, às 9.30 horas locais, da manhã deste domingo, 1.30 horas em Portugal, tendo como destino a Base da Força Aérea de Istres Le-Tube, situada em Marselha (França), onde chegou às 13.30 horas.

Depois de deixar todos os passageiros, o A380 teria como destino a Base Aérea 11 e depois estacionar na placa do terminal de Beja, seguindo depois a tripulação, constituída por 22 pessoas, para Lisboa.

Inicialmente a aeronave teve a aterragem prevista em Beja para as 12.30 horas deste domingo, face aos atrasos na chegada e posterior descolagem de Wuhan, foi alterada a hora para cerca das 18 horas e finalmente para amanhã às 17 horas.

PUB

Recorde-se que o Airbus A380 deixou Beja na passada quinta-feira às 10 horas, pilotado pelo comandante de origem grega Antonios Efthemiou, tendo como destino Paris, França, onde recolheu equipas médicas militares francesas, aterrando depois em Hanói, no Vietname, antes de ter rumado à China.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG