Eleições

Rejeitada uma das candidaturas à Ordem dos Enfermeiros

Rejeitada uma das candidaturas à Ordem dos Enfermeiros

A lista "Futuro já - Dignificar a Ordem, valorizar os enfermeiros", liderada por Gonçalo Cabral, aos órgãos estatutários da Ordem dos Enfermeiros (OE) foi recusada pela Comissão Eleitoral. Na corrida ficam a candidatura da atual bastonária, Ana Rita Cavaco, intitulada "Orgulhosamente pelos enfermeiros", e a de Belmiro Rocha com o nome "Causa maior".

Em comunicado, a Comissão Eleitoral aponta a falta de paridade nos candidatos a alguns dos órgãos (como a lista para o Conselho de Enfermagem e a lista para a Mesa do Colégio da Especialidade), bem como a ocorrência de rasuras "com tinta corretora, em partes que são essenciais para a formação e manifestação da vontade", em candidatos para o Conselho Diretivo e para a Mesa da Assembleia Geral. A Comissão Eleitoral rejeitou as candidaturas para os órgãos nacionais, bem como as dos órgãos regionais.

Ficou também de fora a candidatura à secção regional do Sul da lista de Belmiro Rocha, por o número de um dos candidatos não corresponder ao nome

As eleições realizam-se no dia 6 de novembro, a campanha eleitoral começa esta terça-feira, dia 15.

Em reação à decisão, a lista "Futuro já" acusou a Comissão Eleitoral de condicionar de "forma arbitrária e escandalosa o resultado das eleições", alegando que as rasuras apontadas como justificação são "a resolução dos alegados incumprimentos da lei da paridade, não colocando em causa a sua autenticidade". Acresce que consideram que a decisão "foi tomada e comunicada fora de prazo".

Na corrida ficam as candidaturas da atual bastonária, a todos os órgãos nacionais e regionais, e a de Belmiro Rocha, que deixa de fora os órgãos regionais da Madeira e dos Açores e a do Sul.

Em cada uma das regiões autónomas surgiram candidaturas para os órgãos regionais, que que foram aprovadas pela Comissão Eleitoral. Na Madeira concorre a lista "Por uma enfermagem positiva" encabeçada por Nuno Neves e nos Açores a lista "Juntos pela enfermagem açoriana: compromisso e responsabilidade" liderada por Márcio Tavares.