Horário de inverno

Relógios atrasam uma hora de madrugada

Relógios atrasam uma hora de madrugada

Portugal vai atrasar os relógios uma hora na madrugada de domingo, dando início ao horário de inverno, de acordo com a indicação do Observatório Astronómico de Lisboa (OAL). A mudança da hora é apontada por diversos especialistas como uma "excelente notícia para crianças e adultos".

"A hora de inverno deveria ser considerada a "Hora Permanente" ou a "Hora Padrão" porque é a que corresponde ao estilo de vida português", disse ao JN o médico Joaquim Moita, presidente da Associação Portuguesa do Sono. O atual regime de mudança da hora é regulado por uma diretiva de 2000, que prevê que todos os anos os relógios sejam, respetivamente, adiantados e atrasados uma hora no último domingo de março e no último domingo de outubro, marcando o início e o fim da hora de verão.

"A hora de verão é uma violência para as crianças que se deitam muito tarde e acordam para ir para escola ainda de noite e para os adultos que, por causa da redução das horas de descanso, são muito menos produtivos", referiu o clínico.

PUB

Emília Araújo, socióloga na Universidade do Minho, afirma que a mudança de hora é uma vontade "social e política" que nada tem a ver com a cronobiologia. "Os ritmos sociais e os ritmos biológicos deviam estar ligados e isso nem sempre acontece", frisou.

"A sociedade vive muito entre as 17.30 e as 21 horas. As atividades foram sendo marcadas para essa hora por uma questão de agenda e não por motivos biológicos", explicou a investigadora. A hora de inverno também é a que traz mais vantagens para Emília Araújo. "Atrasar o relógio pode ter efeitos negativos imediatos mas, com o passar dos dias, tem um efeito mitigador", salientou. Em 1992 e 1996, Portugal, por decisão política, manteve ininterruptamente a hora de verão. Estudos feitos na altura estabeleceram uma relação entre as noites mais curtas e a redução de horas de sono com o aumento de consumo de ansiolíticos.

Em 2018, a Comissão Europeia propôs que se abolisse a mudança da hora, mas não houve decisão favorável do Conselho Europeu.

Atrasar uma hora

Esta madrugada, em Portugal continental e na Região Autónoma da Madeira, às 2 horas os relógios devem ser atrasados 60 minutos, passando para a 1 hora. Na Região Autónoma dos Açores, a mudança será feita à 1 hora da madrugada de domingo, passando para as 0 horas.

Muda a 27 de março

A hora legal voltará a mudar a 27 de março de 2022, marcando a mudança para o regime de verão se, entretanto, não houver uma normativa europeia que altere a mudança da hora.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG