Exclusivo

Retoma dos casamentos enche quintas e igrejas

Retoma dos casamentos enche quintas e igrejas

Até setembro deste ano já se realizaram mais uniões do que em todo o ano de 2020, quando o setor quase fechou.

O fim das limitações causadas pela pandemia está a fazer aumentar o número de casamentos realizados em Portugal. Entre reagendamento das bodas previstas para 2020, aquelas que foram adiadas para 2021 e novas marcações, só entre janeiro e setembro deste ano, realizaram-se 24 605 casamentos. Mais do que em todo o ano de 2020, quando decorreram apenas 22 627 matrimónios, e já mais próximo de 2019, antes da pandemia, com 39 461 casamentos.

Os dados avançados pelo Instituto de Registos e Notariado (IRN) referem que abril do ano passado foi o mês com menos uniões dos últimos anos: apenas 323. "As pessoas querem festejar", disse António Brito, responsável pela Exponoivos, a feira dedicada aos casamentos e aos noivos, que este sábado começa na FIL, em Lisboa, e que nos dias 30 e 31 se realiza na Exponor, em Matosinhos. "Foi demasiado tempo de paragem e de suspensão dos sonhos dos noivos", frisou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG