Exclusivo

Reunião de médicos com ministro deixou "alguma desilusão"

Reunião de médicos com ministro deixou "alguma desilusão"

Foi com "alguma desilusão" que os sindicatos médicos saíram da reunião que tiveram no Ministério da Saúde, esta segunda-feira à tarde. Esperavam começar já a negociar as novas grelhas salariais, mas a proposta da tutela ainda está a ser elaborada, pelo que o tema foi adiado. O encontro contou com a presença do ministro da Saúde, Manuel Pizarro, e a discussão centrou-se em torno da organização do trabalho médico. Já está marcado uma nova reunião para o próximo dia 15.

"Esperávamos mais", confessou Joana Bordalo e Sá, vice-presidente da Federação Nacional dos Médicos (FNAM), manifestando "alguma desilusão" porque o tema das grelhas salariais é urgente face ao desalento que grassa no Serviço Nacional de Saúde.

Para Jorge Roque da Cunha, secretário-geral do Sindicato Independente dos Médicos (SIM), a "falta de propostas concretas" da tutela sobre as grelhas salariais e progressão nas carreiras foi o ponto "menos positivo" da reunião. Como positivo, o dirigente do SIM destacou, ao JN, o facto de se "estar a olhar para os acordos coletivos de trabalho que não são mudados há 14 anos". É nestes acordos que se definem questões como a organização dos horários de trabalho dos médicos, descansos, trabalho em regime presencial e não presencial, entre outros.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG