O Jogo ao Vivo

Debate

Rio ataca "o maior e mais caro Governo da História de Portugal"

Rio ataca "o maior e mais caro Governo da História de Portugal"

Foi dura e de ataque direto ao primeiro-ministro a primeira intervenção do líder do PSD, no Parlamento. Rui Rio criticou o "maior e mais caro Governo da História de Portugal" e acabou acusado por António Costa de estar a "estagiar para ser comentador televisivo".

Foi a ironizar com o tamanho do segundo Governo de António Costa que Rui Rio fez a sua estreia no Parlamento como deputado do PSD, 18 anos depois de ter abandonado a Assembleia da República por ter conquistado a Câmara do Porto".

"Se precisamos de um carpinteiro para resolver o problema do senhor deputado André Ventura, também precisamos de um carpinteiro para ajustar a bancada do Governo, tantas são as pessoas", atirou Rui Rio, vincando que se trata do "maior e mais caro Governo da História de Portugal".

Isto em termos de governos democráticos, acrescentou Rio Rio, ao retificar que o Governo de Costa é "o segundo maior Governo desde o de Vasco Gonçalves, com 62 elementos". Segundo o líder do PSD, a dimensão do Executivo socialista vai custar aos portugueses 50 milhões de euros.

"Eu preocupo-me com a composição do Governo. O senhor que se preocupe com a redução do tamanho do seu grupo parlamentar", respondeu o primeiro-ministro, acusando o líder do PSD de estar apenas "num estágio para comentador televisivo".

PUB

Na sua intervenção, Rui Rio atacou ainda António Costa por ter "lançado a primeira pedra" da unidade pediátrica do Hospital de S. João, no Porto, enquanto candidato a primeiro-ministro. Costa respondeu que foi ao Hospital de S. João como secretário-geral socialista, ouvir "as garantias do engenheiro da obra" e recordou que foi Pedro Passos Coelho quem chegou a lançar "duas primeiras pedras".

O líder do PSD questionou ainda Rui Rio sobre o compromisso, fixado no programa de Governo, de que não haverá mais nenhuma Parceria Público-Privada (PPP) na Saúde. "Não é uma posição racional", considerou Rui Rio, acusando António Costa de fazer uma cedência "ideológica" à Esquerda. E lançou suspeitas sobre os adiamentos do programa da RTP "Sexta às 9". "Não transforme o Parlamento em julgamentos de tabacaria", reagiu António Costa, numa alusão à posição de Rui Rio sobre violação do segredo de justiça"

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG