Exclusivo

"Rolo compressor" do PS veta propostas da Oposição

"Rolo compressor" do PS veta propostas da Oposição

O PSD acusou o PS de ter recorrido ao "rolo compressor do poder absoluto" para rejeitar quase todas as propostas de alteração ao Orçamento do Estado (OE) feitas pela Oposição. Os socialistas disseram ter aprovado "mais de 100" medidas, mas não escaparam às críticas que lhes foram dirigidas da Esquerda à Direita. No último dia da discussão do OE na especialidade, o PS chumbou propostas como a atualização dos escalões do IRS à taxa de inflação ou o alargamento da gratuitidade das creches. PAN e Livre vão abster-se na votação final global desta sexta-feira.

No final do debate, o deputado Jorge Paulo Oliveira, do PSD, lamentou que o PS não tenha aprovado mais propostas sociais-democratas. O parlamentar considerou que os socialistas fizeram uso do "rolo compressor do poder absoluto" para "imporem a sua vontade", criticando também a elevada carga fiscal: "Para um Governo que se diz de Esquerda, este facto devia ser motivo de vergonha", referiu.

O PSD só conseguiu fazer aprovar três propostas na especialidade, a que se somaram outras quatro do PSD-Madeira. Entre estas últimas conta-se o prolongamento, até dezembro de 2023, do prazo para emissão de licenças para operar na Zona Franca do arquipélago.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG