Descentralização

Rui Moreira aponta "pressões de Lisboa" sobre autarcas

Rui Moreira aponta "pressões de Lisboa" sobre autarcas

O presidente da Câmara do Porto admite que tenham existido "orientações, pressões ou ordens vindas de Lisboa" que levaram vários presidentes de Câmara, todos do PS, a decidirem não subscrever a "Declaração do Rivoli".

Rui Moreira fez, na terça-feira, duas publicações no Facebook nas quais pediu "independência" aos municípios, incentivando-os a subscreverem o pedido de adiamento da descentralização, prevista para 2021. António Costa - depois de um almoço com o autarca, mediado por Eduardo Vítor Rodrigues, edil socialista de Gaia que subscreveu a declaração - reafirma que a descentralização "é mesmo o caminho".

Rui Moreira não esconde o desagrado com a decisão dos autarcas. "A grande vantagem da independência é não ter que obedecer aos diretórios. Quando, em campanha eleitoral, disse que não recebia telefonemas de Lisboa e isso indignou adversários de um partido político, era a isto que me referia", escreveu; num segundo texto, considerou que a "verdadeira descentralização" começa "nos princípios e na independência, sejam quais foram as orientações, pressões ou ordens vindas de Lisboa".

À margem da cerimónia de aquisição de 18 novas viaturas para a Metro do Porto, António Costa não comentou a polémica, mas abordou o tema. O primeiro-ministro defendeu que "a descentralização é mesmo o caminho que temos de percorrer. Claro que temos dificuldades, mas temos de as ultrapassar. Foi assim que fizemos nos transportes e é assim que faremos nas outras áreas", disse.

Ler mais na edição impressa ou na versão e-paper

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG