Saúde

Rui Moreira: "naturalmente que é bom" SNS ir para o Porto

Rui Moreira: "naturalmente que é bom" SNS ir para o Porto

O presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, considerou esta segunda-feira que a ida da sede do Serviço Nacional de Saúde (SNS) para o Porto "naturalmente que é boa", ainda que a considere como uma "tentativa de centralização". O autarca falava à margem da reunião de Executivo, que decorreu durante a manhã.

Sem querer "atribuir questões de vingança" a propósito do que se passou com as instalações do Infarmed, o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, quis recordar o que o primeiro-ministro, António Costa disse "há uns dez dias". "Num discurso que fez sobre a questão da Saúde, disse: 'Vejam o que está a ser feito no Porto' ", recordou o autarca portuense, considerando que esse "é o reconhecimento do trabalho que tem sido feito pelos hospitais do Porto, pelos profissionais, por todas as pessoas, administradores hospitalares".

PUB

O autarca falava aos jornalistas à margem da reunião de Câmara, que decorreu esta manhã.

"Quando comparamos a eficiência relativamente a outros hospitais, sabemos que aqui [no Porto] estamos melhor. Para nós, foi sempre evidente que havia aqui, em termos de recursos humanos, de conhecimento, os recursos necessários para contribuir mais para [a resolução] daquilo que é um problema nacional", observou Moreira.

Ainda assim, para o presidente da Câmara do Porto, esta não deixa de ser "uma tentativa de centralização". "Isto é um modelo de centralização. Está a tentar centralizar-se numa estrutura a resolução de problemas que hoje estão dispersos pelo país. Se o modelo de centralização ocorre simultaneamente com o modelo de deslocalização, - que é o que estamos a fazer -, e se ele vem para a cidade do Porto, naturalmente que é bom, é conveniente. E toda a gente sabe a competência que o Dr. Fernando Araújo tem e também todas as declarações que tem feito sobre a importância do SNS", concluiu Rui Moreira.

Edifícios canalizados para a habitação acessível

A vereador do Bloco de Esquerda Maria Manuel Rola, alertou no entanto para a "pretensão algo estranha e inusitada do agora ministro da Saúde relativamente ao edifício do Exército próximo da estação da Casa da Música". Isto porque "referiu recentemente a possibilidade de a direção executiva do SNS ocupar aquele edifício".

"Relembro só e apenas que este edifício está proposto para responder à crise habitacional que temos na cidade e que cada vez se agudiza mais", afirmou. Há ainda outros edifícios propostos para a mesma causa: o Edifício da Manutenção Militar e o do Trem do Ouro, em Lordelo.

No total, estes edifícios terão capacidade para cerca de 200 fogos a custos acessíveis no Porto.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG