Política

Rui Moreira sobre Rio: "Não lhe reconheço no plano ético nenhuma autoridade"

Rui Moreira sobre Rio: "Não lhe reconheço no plano ético nenhuma autoridade"

Um dia depois de ser absolvido do crime de prevaricação no caso Selminho, o presidente da Câmara do Porto voltou a criticar a postura de Rui Rio face aos comentários feitos sobre o processo judicial.

Rui Moreira acusou Rui Rio, líder do PSD e antigo presidente da Câmara do Porto, de ter feito um "julgamento de tabacaria". "Não lhe reconheço no plano ético nenhuma autoridade especial", disse em entrevista ao "Jornal da Noite" da SIC, este sábado à noite. "Não conto que o Dr. Rui Rio, agora, mais tarde, em qualquer altura, peça desculpa pelo lamentável episódio em que ele tentou interferir diretamente na política, pondo a minha honorabilidade em causa".

O social-democrata recusou comentar, este sábado durante a campanha para as legislativas, a absolvição de Moreira, mesmo depois de ter sido criticado pelo próprio no dia anterior. "Houve partidos políticos e um líder em particular que nunca quiseram respeitar a presunção de inocência. Aguentei sempre porque sempre senti e sempre tive os portuenses do meu lado", disse Moreira em conferência de imprensa, ao final da tarde desta sexta-feira.

De recordar que Rio, em maio do ano passado, disse que "Vladimiro Feliz [candidato do PSD à autarquia do Porto] nunca se aproveitou do cargo de vice-presidente ou de vereador para fazer negócios em benefício pessoal ou da sua família". O líder social-democrata disse, na mesma altura, que se fosse Rui Moreira não se recandidataria à presidência da Câmara do Porto.

Também o Bloco de Esquerda não escapou às críticas de Moreira. "É um partido totalitário, que depois veste uma pele de cordeiro. Depois do caso Robles, o Bloco de Esquerda vir falar de questões éticas, não me preocupa".

O bloquista Ricardo Robles renunciou ao mandato de vereador na Câmara de Lisboa, em 2018, após se saber que era coproprietário de um edifício em Alfama, adquirido por 347 mil euros, que foi reabilitado, e colocado à venda por 5,7 milhões de euros.

PUB

Vai sair da política

Rui Moreira confirmou ter recebido telefonemas do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e do primeiro-ministro, António Costa, após ter sido conhecida a decisão do coletivo de juízes do Tribunal de São João Novo.

O autarca do Porto disse ainda não ter "ambições políticas" depois de terminar o mandato, rejeitando uma futura candidatura a Presidente da República. "Quero sair da política e regressar à minha vida normal. (...) Não me seduz minimamente politicamente [candidatura a Belém]. Está muito bem entregue e com certeza aparecerão candidatos dentro dos partidos para esse cargo", acrescentou.

Esta sexta-feira, Moreira foi absolvido do crime de prevaricação no caso Selminho por falta de provas. Tinha sido acusado de beneficiar os interesses da imobiliária da família em detrimento dos interesses do município. O Ministério Público vai recorrer da decisão.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG