Política

Rui Rio admite apoiar proposta sobre riqueza injustificada

Rui Rio admite apoiar proposta sobre riqueza injustificada

O presidente do PSD admitiu este domingo "votar a favor" de um texto que parta da proposta da Associação Sindical dos Juízes para criminalizar a ocultação de riqueza, mas avisou que "é um pormenor" da reforma da justiça que defende.

Em declarações aos jornalistas no final da sessão solene do 25 de Abril, em que fez uma intervenção muito centrada na justiça, Rio defendeu que este é o momento certo para "apontar os problemas do Estado de Direito democrático".

"Aproveitei para dizer mais uma vez o que tenho vindo a dizer sempre, até antes de ser líder do PSD: O PSD está disponível para um consenso quanto às reformas necessárias do regime, até para credibilizar o regime e fomentar crescimento económico e social", disse.

Questionado se esperava ter ouvido do Presidente da República um discurso mais centrado nos problemas concretos do país, Rio considerou que Marcelo Rebelo de Sousa fez "uma excelente intervenção", das melhores que ouviu nas sessões do 25 de Abril.

"Foi pedagógico e foi didático e procurou mostrar-nos como se chega até aqui", afirmou.

Rio insistiu que todos os partidos têm de "estar disponíveis para fazer as reformas de que o país precisa" e que até se sente "um bocado sozinho".

Questionado, em concreto, para a disponibilidade do PSD chegar a um consenso sobre os vários projetos que já foram ou vão ser apresentados sobre o enriquecimento injustificado, Rio manifestou abertura, desde que não seja "uma solução inconstitucional".

PUB

"O que a Associação Sindical de Juízes vem propor é um ajustamento ao que já existe, no quadro constitucional, até se se pode votar a favor, adotar essa solução", admitiu.

No entanto, Rio salientou que "a justiça precisa de uma reforma profunda", que não se esgota nesse "pormenor".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG