Premium

Salário médio no Estado subiu ao dobro do ritmo do privado

Salário médio no Estado subiu ao dobro do ritmo do privado

O salário médio no setor público cresceu ao dobro do ritmo registado no privado entre 2011 e 2017.

O desemprego que grassou nos anos posteriores à intervenção da troika - cujos efeitos ainda se fazem sentir por via de salários mais baixos de entrada ou regresso ao mercado de trabalho - e o peso dos precários, que é o dobro no setor privado comparativamente à Função Pública, são apenas duas explicações possíveis.

O salário médio da Função Pública era de 1384,7 euros em outubro de 2011. Seis anos mais tarde, a remuneração base do Estado, que dá emprego a 671 082 portugueses, tinha progredido quase 6%, situando-se em 1460,7 euros (dados mais recentes apontam já para 1468 euros). No privado, a média salarial dos cerca de quatro milhões de trabalhadores com descontos para a Segurança Social progrediu 3% entre 2011 e 2017, situando-se nos 913 euros.