O Jogo ao Vivo

PSD

Santanistas pressionam Santana Lopes a quebrar acordo

Santanistas pressionam Santana Lopes a quebrar acordo

Os santanistas estão contra a lista de consenso ao Conselho Nacional, que Santana Lopes aceitou encabeçar a convite de Rui Rio. Em caso de quebra, o eurodeputado Paulo Rangel, apontado para número dois, avançará como cabeça de lista.

Os apoiantes de Santana Lopes não gostaram do desafio de Rui Rio para que o ex-candidato a líder encabeçasse a lista ao Conselho Nacional, numa tentativa de mostrar que o partido está unido após a disputa eleitoral de 13 de janeiro. E estão a pressioná-lo para que volte atrás na decisão. A pressão para que desista estará relacionada com o facto de Santana não estar a conseguir colocar na lista todos os nomes desejados pelos seus apoiantes.

Santana estava fortemente inclinado a aceitar e, na sexta-feira ao final do dia, ainda havia nomes a serem discutidos para a inclusão na lista de consenso. Santana e Rui Rio entraram mesmo juntos na sala do Centro de Congressos de Lisboa, no início dos trabalhos. Esse momento terá sido a gota de água para os apoiantes de Santana, que entendem que o ex-candidato a líder deve manter o seu espaço de autonomia dentro do partido.

No discurso de despedida que Pedro Passos Coelho fez ao congresso, o líder cessante elogiou os "sinais de unidade que estão a aparecer" e defendeu que a unidade não se consegue nas "trincheiras". Passos Coelho citou mesmo Nelson Mandela. "É conciliando, unindo, que conseguimos acrescentar com generosidade e chegar mais longe", disse .

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG