Crise

Santos Silva acusa partidos de "enorme irresponsabilidade"

Santos Silva acusa partidos de "enorme irresponsabilidade"

Ministro dos Negócios Estrangeiros classificou votação dos partidos a favor da reposição do tempo de serviço dos professores "um espetáculo de absoluta irresponsabilidade orçamental" e de "extrema gravidade".

O número dois do Governo de António Costa disse, em entrevista à TSF, que não há legitimidade política na votação desta quinta-feira, com os votos do PSD e CDS e abstenção do PCP e do BE, que permitiu passar a proposta de recuperação integral do tempo de serviço dos professores, uma atitude que põe em causa o "enorme esforço" para pôr as contas públicas em ordem.

Segundo Augusto Santos Silva, a reposição do tempo de serviço congelado dos professores implica um aumento "absolutamente brutal" da despesa pública [800 milhões de euros por ano] que "fere o espírito da lei-travão" e, por isso, pode ser alvo de um pedido de recurso da decisão na Justiça.

"Os partidos à esquerda do PS não podem criar questões de ingovernabilidade ao Governo que eles próprios apoiam", rematou, à entrada para a reunião de emergência convocada por António Costa.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG