Hospital de Gaia

102 doentes apanharam bactéria multiresistente no Hospital de Gaia

102 doentes apanharam bactéria multiresistente no Hospital de Gaia

Um total de 102 doentes apanhou a bactéria multiresistente no Hospital de Gaia, que provocou a morte a três pessoas desde agosto. O programa de rastreio a todos os pacientes que contactaram com casos diagnosticados de "Klebsiella Pneumoniae" com KPC já está completo, informou o Ministério da Saúde.

Dos 102 doentes colonizados, 12 tiveram infeção pela referida bactéria e 90 são portadores.

"Neste momento, 45 dos 102 doentes identificados estão ainda internados, sendo que quatro deles com infecção e 41 sem infecção (portadores)", refere a tutela, num comunicado publicado esta manhã de terça-feira no Portal da Saúde. A nota não refere, porém, se o surto está controlado.

Os 45 doentes internados estão todos em regime de isolamento e, como o JN noticiou há dias, foram colocados em duas áreas específicas do hospital (uma de Medicina e outra de Cirurgia) "com coorte de profissionais, dispositivos, equipamentos e logística".

De acordo com o comunicado, a transmissão da bactéria altamente resistente a antibióticos ocorreu sobretudo nas enfermarias de Medicina e de Cirurgia. " Assinale-se que a taxa de transmissão cruzada foi elevada, mas muito variável, conforme local de internamento, desde nula a mínima, na Unidade de Cuidados Intensivos (UCI) Polivalente e na UCI Cirurgia Torácica, a muito elevada, nas enfermarias de Medicina e de Cirurgia "Especialidades".

O rastreio de contactantes abrangeu um total de 189 pessoas.

Em três doentes, a morte resultou, documentadamente, da infecção pela referida bactéria, como já tinha informado a Direção-Geral da Saúde.

O Ministério da Saúde salienta "o enorme esforço e a qualidade de trabalho concertado para contenção e eventual resolução deste problema demonstrado pela Direção Clínica, Grupo de Coordenação Local do Programa de Prevenção e Controlo de Infecções e de Resistência aos Antimicrobianos e Laboratório de Microbiologia do Centro Hospitalar de Gaia/ Espinho".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG