Apelo

"Se fossem assassinados 23 políticos ou 23 homens poderosos?"

"Se fossem assassinados 23 políticos ou 23 homens poderosos?"

A pintora portuguesa Graça Morais escreveu uma carta aberta ao primeiro-ministro, António Costa, apelando a um maior apoio à defesa das mulheres, recordando as 23 vítimas mortais só em 2019.

"É urgente formar as forças policiais, forças da ordem, magistrados, serviços sociais e de saúde para que as Mulheres possam viver sem Medo", escreveu a artista Graça Morais na conta pessoal do Facebook.

Na mesma publicação, Graça Morais deixa uma questão a António Costa: "Se fossem assassinados 23 políticos ou 23 homens poderosos, o que é o Senhor Primeiro Ministro faria?"

Graça Morais, que recentemente mostrou os seus trabalhos no Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado, diz que "é urgente criar respostas rápidas, eficazes e protectoras às vitimas da violência". "Eu como Mulher e artista, Portuguesa, sinto vergonha e revolta perante esta guerra que está a ser feita às Mulheres", sublinha.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG