Clima

Seca em todo o país é o "novo normal" e agrava emissões

Seca em todo o país é o "novo normal" e agrava emissões

O ano hidrológico 2019/20 começou mal, em outubro, com mais calor e sem chuva que ajude a repor os níveis das barragens e a mitigar a seca meteorológica que, desde setembro, passou a abranger não só o Sul, mas também o Norte de Portugal.

Os meteorologistas preveem alguma chuva a partir de domingo, mas não será suficiente para inverter, para já, o cenário de desespero dos agricultores e criadores de gado do interior do país. "Temos de nos preparar para um futuro pior, a seca será ainda mais normal", avisa o especialista em alterações climáticas, Filipe Duarte Santos.

"No final de setembro, a situação de seca já era relativamente preocupante", explicou Vanda Pires, do departamento do clima do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA). "Precisávamos de um outubro à moda antiga, de um mês com precipitação acima da média para acabar com a seca na maior parte do território", explicou. Mas os meteorologistas do IPMA ainda não conseguem prever se vai chover tanto assim: "Temos condições favoráveis a precipitação, a partir de domingo, mas provavelmente não será com tanta intensidade como seria preciso", resumiu a meteorologista Joana Sanches.

Ler mais na edição impressa ou versão e-paper