O Jogo ao Vivo

Pandemia

Secretária de Estado da Promoção da Saúde vê a vacina da covid a ficar "por muitos anos"

Secretária de Estado da Promoção da Saúde vê a vacina da covid a ficar "por muitos anos"

Na comemoração dos 57 anos do Programa Nacional de Vacinação, a secretária de Estado da Promoção da Saúde, Margarida Tavares, afirmou que, é previsível que "tal como a vacina da gripe, a vacina contra covid se mantenha durante muitos anos". No centro de saúde Sete Rios, na manhã desta sexta-feira, Margarida Tavares defendeu a vacina como a "melhor arma" contra a covid e apelou a que não se "levante a guarda desta vacinação".

Na comemoração dos 57 anos do Programa Nacional de Vacinação, a secretária de Estado da Promoção da Saúde, Margarida Tavares, afirmou que, "tal como a vacina da gripe, a vacina contra covid se mantenha durante muitos anos". No centro de saúde Sete Rios, na manhã desta sexta-feira, Margarida Tavares defendeu a vacina como a "melhor arma" contra a covid e apelou a que não se "levante a guarda desta vacinação".

Margarida Tavares, secretária de Estado da Promoção da Saúde, afirmou que prevê que "tal como a vacina da gripe, a vacina contra a covid se mantenha no programa sazonal de vacinação durante muitos anos", depois de questionada pelo JN sobre uma possível integração da vacina no Programa Nacional de Vacinação.

PUB

A declaração foi feita na manhã desta sexta-feira, no centro de saúde de Sete Rios, em Lisboa, durante as comemorações dos 57 anos do Programa Nacional de Vacinação.

Para a secretária de Estado, "Portugal acabou de passar por uma epidemia que relembrou a todos o quão importantes e urgentes são as vacinas", que classifica como "a melhor arma que podemos ter contra a covid".

Apesar de reconhecer que o país está a regressar a um estado de "normalidade", Margarida Tavares urgiu a que os portugueses e instituições "não levantassem guarda desta vacinação". "Os portugueses confiam em nós e nas nossas instituições e, por isso, precisamos de instituições fortes", disse.

A secretária de Estado constatou ainda a importância do Programa Nacional de Vacinação que completa esta sexta-feira 57 anos desde a sua criação, ao sublinhar o seu "sucesso e caráter de referência para outros programas".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG