Exclusivo

Sedes sugere superministério que junte Saúde e Segurança Social

Sedes sugere superministério que junte Saúde e Segurança Social

A criação do Ministério da Saúde e da Transição Demográfica, substituindo as atuais pastas da Saúde e da Segurança Social, é uma das propostas que Álvaro Beleza, presidente da SEDES, vai apresentar na sexta-feira à tarde, em Braga, no 25.º Congresso Nacional da Ordem dos Médicos (OM). Com o tema "saúde em mudança", a OM quer "construir um caminho com resultados imediatos, mas orientado para o futuro, estrutural e capaz de modernizar o Serviço Nacional de Saúde".

"É preciso, urgentemente, seguir o exemplo de vários países europeus, e ligar a saúde com a ação social, ligar quem cuida desde o nascimento até à morte", disse ao JN, Álvaro Beleza. Como exemplo, o responsável pela Sedes apresenta os lares de idosos. "São unidades de cuidados continuados que deveriam ter uma participação muito ativa da Saúde, mas estão sob a responsabilidade da Segurança Social", afirmou.

A reunião magna dos médicos ocorre numa altura em que a gestão da Saúde atravessa mudanças estruturais. "A nível interno, com uma nova equipa ministerial, uma nova estrutura [direção executiva do SNS] e uma grave crise no acesso a cuidados de saúde, Portugal atravessa um momento crítico e deve decidir que Saúde quer ter durante os próximos anos", afirmou Miguel Guimarães, bastonário da OM e presidente do congresso. Num encontro em que estarão presentes o ministro da Saúde Manuel Pizarro e Fernando Araújo, diretor executivo do SNS, o bastonário pede que se pense "estruturalmente".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG