Equipamentos sociais

Segurança Social celebrou 233 contratos ao abrigo do PRR

Segurança Social celebrou 233 contratos ao abrigo do PRR

O Instituto da Segurança Social já contratualizou a criação de 233 novos equipamentos sociais, ao abrigo do Plano de Recuperação e Resiliência. No total, serão criadas mais 14 mil novos lugares.

Durante o ano, o Instituto de Segurança Social (ISS) lançou quatro avisos para a criação de equipamentos sociais e comunidades de inserção destinadas a sem abrigos, no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

"Foram contratualizados 233 projetos e um total de 14 mil novos lugares em respostas sociais", revelou a vice-presidente do ISS, Catarina Marcelino, durante uma audição parlamentar, esta terça-feira, na Subcomissão para o Acompanhamento dos Fundos Europeus e do PRR, afeta à Comissão de Economia e Obras Públicas.

PUB

Segundo Catarina Marcelino, será lançado "um novo aviso até ao final do ano", com um valor global de 12 milhões de euros e destinado aos concelhos mais afetados pelos incêndios rurais.

Os avisos em causa inserem-se no programa C3, que visa uma nova geração de equipamentos sociais para crianças, idosos e pessoas com deficiência. Um programa com o valor global de 440 milhões de euros, dos quais 23 milhões de euros são provenientes de verbas dos jogos sociais.

Segundo a vice-presidente do ISS, já foi executado 73% desse programa, ou seja 285 milhões de euros.

Catarina Marcelino destacou ainda a execução de 37% (35 milhões de euros) do programa que visa a aquisição de viaturas elétricas. E avançou ainda: "No próximo ano, será lançado um novo aviso de 27,5 milhões de euros, que vai abranger 35400 pessoas e 7500 funcionários. Ao nível do Radar Social, será lançado ainda um novo aviso para se criar 278 equipas de intervenção social", revelou a vice-presidente do ISS, antecipando ainda a breve abertura de uma linha de crédito do Banco de Fomento, "com juros muito baixos", para ajudar as instituições sociais a suportarem a sua parte do investimento nos novos projetos.

Já a presidente do ISS, Ana Vasques, sublinhou o facto de estarem em curso mais de 600 milhões de euros de investimento na área social, lembrando que o programa que visa a transição digital da Segurança Social (o CLIC) pressupõe a aplicação de 200 milhões de euros.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG