Nacional

Seguro diz que Portugal não tem ministro da Economia

Seguro diz que Portugal não tem ministro da Economia

António José Seguro afirmou, este sábado à tarde, no Porto, que o país não tem ministro da Economia, acusando o Governo de não ter uma visão estratégica para o crescimento económico.

Na abertura de um plenário de militantes para discutir a renovação do partido, o secretário-geral socialista aproveitou para criticar Álvaro Santos Pereira. "Em minha opinião, não temos um ministro de Economia em Portugal. Não temos e deveríamos ter", afirmou Seguro.

Na sua intervenção, em que fez um resumo dos principais episódios da vida política nas últimas semanas e recuperou propostas lançadas desde o congresso de Braga, o líder socialista insistiu, por exemplo, na necessidade de o Governo negociar uma linha de crédito de cinco mil milhões de euros com o Banco Europeu de Investimentos (BEI). Se a maioria de Direita não avançar com as diligências necessárias, prometeu que o PS irá propor, em sede de debate do Orçamento de Estado, que as pequenas e médias empresas (PME) "possam sofrer uma grande redução de IRC ou mesmo não pagarem IRC em 2012".

A proposta, lançada em Setembro, destina-se a empresas que não procedam à distribuição de lucros, em particular as PME.

"O nosso principal problema é o fraco desenvolvimento económico", disse o secretário-geral socialista, no arranque do plenário, acusando o actual Governo de apenas pensar em medidas pontuais em vez de ter uma visão estratégica para o crescimento e o emprego.

Para Seguro, "se tivéssemos um bom crescimento económico, parte substancial do nosso défice" estaria resolvida.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG