Previsões

Semana de tempo quente deixa metade do país em alerta de incêndio

Semana de tempo quente deixa metade do país em alerta de incêndio

A semana vai ser quente, com temperaturas típicas de verão, particularmente a centro e sul do continente de Portugal, aumentando o risco de incêndio, a partir de hoje, em nove distritos.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para esta terça-feira nas regiões do norte e centro do continente céu pouco nublado ou limpo, tornando-se geralmente muito nublado no litoral a partir do final da tarde.

Durante a tarde, prevê-se um aumento temporário de nebulosidade no interior, com possibilidade de ocorrência de aguaceiros dispersos, que podem ser ocasionalmente acompanhados de trovoada.

A previsão aponta também para vento em geral fraco do quadrante oeste, soprando moderado durante a tarde, sendo por vezes forte de noroeste na faixa costeira ocidental a sul do Cabo Carvoeiro durante a tarde.

Nas terras altas, o vento soprará fraco a moderado de norte/nordeste, rodando gradualmente para noroeste a partir do final da manhã e sendo por vezes forte no centro a partir do final da tarde.

Está também prevista a possibilidade de formação de neblina ou nevoeiro matinal em alguns locais do litoral centro e pequena subida de temperatura no interior.

Na região sul prevê-se céu pouco nublado ou limpo e vento fraco a moderado do quadrante oeste, por vezes forte de noroeste, na faixa costeira ocidental durante a tarde e nas terras altas a partir do meio da tarde, temporariamente com rajadas até 65 quilómetros por hora.

As temperaturas no continente vão oscilar entre os 14 graus Celsius (em Coimbra) e os 22 (em Faro) e as máximas entre os 23 (em Aveiro) e os 37 (em Évora).

Nove distritos em alerta de incêndio

Nove concelhos dos distritos de Faro, Castelo Branco, Guarda e Bragança apresentam um risco máximo de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA). São os concelhos de Tavira, Castro Marim, Alcoutim (Faro), Penamacor, (Castelo Branco), Guarda, Sabugal, Figueira de Castelo Rodrigo (Guarda), Freixo de Espada à Cinta e Torre de Moncorvo (Bragança).

O IPMA colocou também em risco muito elevado de incêndio mais de 40 concelhos dos distritos de Faro, Beja, Santarém, Castelo Branco, Portalegre, Guarda, Viseu, Vila Real e Bragança.

Segundo o IPMA, pelo menos até sábado vai manter-se o risco de incêndio muito elevado em vários concelhos do continente por causa do tempo quente.

Os cálculos são obtidos a partir da temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

Este risco de incêndio determinado pelo IPMA tem cinco níveis, que vão de reduzido a máximo.

Outras Notícias