Exclusivo

Serviços públicos perderam eficácia com a pandemia

Serviços públicos perderam eficácia com a pandemia

Quem vive em Sagres e precisa de ir às Finanças tratar de algum assunto tem de percorrer mais de 100 quilómetros para ser atendido em Tavira.

Para alterar a morada do cartão de cidadão, em Torres Vedras, só se consegue atendimento em fevereiro do próximo ano. Os serviços justificam-se com a pandemia e tutela aponta que as reclamações no Livro Amarelo (em papel ou e-mail) diminuíram 44%: até agosto, foram recebidas 21 188 queixas, quando, no ano passado, tinham sido mais de 38 mil. No Portal da Queixa, pelo contrário, o número de reclamações aumentou, sendo a falta de atendimento ou de resposta o principal motivo de frustração dos cidadãos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG