Ano Novo

Sete minutos após a meia noite. Bia é a primeira bebé do ano no Porto

Sete minutos após a meia noite. Bia é a primeira bebé do ano no Porto

Bia nasceu às 00.07 horas do dia 1 de janeiro de 2020 no Centro Materno-Infantil do Norte (CMIN). É uma das primeiras bebés do ano.

Brindados pelo primeiro Sol de 2020, Cristina e Nuno celebram a vida. Uma nova vida. Numa serenidade e cumplicidade comoventes. A seu lado, os irmãos da pequena Bia. Bia, assim só, garante o pequeno Daniel, nos seus curiosos quatro anos, sob o olhar ternurento de Martim, nove anos.

Tal como o nome, Bia nasceu pequenina. Às 00.07 horas desta quarta-feira dava-se a conhecer ao Mundo, às 37 semanas de gestação, no Centro Materno-Infantil do Norte (CMIN). 2310 gramas de amor e 47 centímetros de esperança. Cristina Gomes Raposo fala de um parto tranquilo, apesar de alguns sustos na gravidez, sempre com desfecho feliz.

Foi a uma consulta ao CMIN a 26 de dezembro, mas por lá teve que ficar. Às 22.40 horas do findo 31 de dezembro de 2019 rebentaram-lhe as águas. "Correu bem. Estava um ambiente animado no hospital, por ser passagem de ano", conta ao JN esta mãe de 43 anos. "O parto foi uma limpeza". O de Daniel também o havia sido.

E se Martim se recolhia na timidez do momento, Daniel falava, falava, e mostrava como tinha aprendido a escrever Bia. O nome tem o seu dedo. Porquê Bia, Martim? "Para ficar mais grande e ter uma saia redonda", diz, meio ensonado, a chamar a sesta. É a sua bebé. "É a minha bebé".

Nuno Cardoso, o orgulhoso pai, elogia Cristina. "A mãe portou-se bem. Estou muito contente". Os receios da reação de Daniel ao nascimento da irmã dissiparam-se. "Tem sido muito protetor. Está entusiasmado. Vamos ver se continua", conta Cristina. Agora, só querem ir para casa. Uma casa cheia.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG