O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Setor Social pede revisão de "bazuca"

Setor Social pede revisão de "bazuca"

Misericórdias e mutualistas dizem que os critérios do PRR condenam, à partida, muitas candidaturas ao insucesso.

As mutualidades e as misericórdias portuguesas pedem a revisão dos critérios de financiamento da "bazuca" para a requalificação e o alargamento da rede de equipamentos e de respostas sociais. E advertem que, se tal não acontecer, muitos projetos estão condenados, pondo em causa a execução das verbas disponíveis no Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

O presidente da União das Mutualidades Portuguesas, Luís Alberto Silva, alega que as regras "deixam de fora" investimentos na área da Saúde, como a requalificação de clínicas do movimento mutualista, bem como as respostas de previdência social. "São, em muitos casos, edifícios com mais de 100 anos, a precisar de obras, mas, pelas especificidades das mutualidades que não têm acordos com o Instituto de Segurança Social, estas não podem concorrer aos fundos do PRR", explica o responsável.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG