O Jogo ao Vivo

Conferência

SNS não quis hospitais privados

SNS não quis hospitais privados

Óscar Gaspar, presidente da Associação Portuguesa de Hospitalização Privada, disse, esta sexta-feira, durante o debate "No Centro da saúde financeira: as autarquias e as empresas", que o JN realizou no Centro de Congressos de Aveiro, que os hospitais privados se manifestaram disponíveis para ajudar na luta contra a covid, mas o SNS não os requisitou.

E alerta para a crise "não covid" que os constrangimentos nos hospitais públicos estão a causar, elevando o número de mortes além do esperado.

Os hospitais privados, avançou Óscar Gaspar, manifestaram-se disponíveis perante o Ministério da Saúde e Direção Geral de Saúde para "participar na luta" e planearam ter cinco hospitais privados para doentes covid (dois em Lisboa, um no Porto, um em Matosinhos e um em Lagos). Mas em abril "disseram que não era necessário e o SNS era autossuficiente e daria conta do recado", situação que se mantém até hoje, explicou, para justificar o não envolvimento dos privados.

Também o "plano outono/inverno da Direção Geral da Saúde é apenas e só para o SNS", refere. "Apesar da disponibilidade, os privados supostamente não estão a ser necessários", concluiu.

Mortes não covid aumentaram

A Liga Portuguesa Contra o Cancro anunciou que, nos últimos meses, ficaram mil tumores malignos por diagnosticar. Segundo Óscar Gaspar, também "ficaram por fazer um milhão de consultas de especialidade nos hospitais do SNS, mais de mil cirurgias que não foram feitas no SNS", sinais de uma "emergência não covid".

"Morreram, infelizmente, cerca de 2 mil portugueses por questões da covid. Mas terão morrido mais seis mil portugueses, além do que estatisticamente seria de esperar". Há uma situação de acesso aos meios de diagnóstico e questões na oncologia, enumera, "que têm acontecido nos últimos meses e não deviam acontecer".

PUB

Na opinião de Óscar Gaspar, "para além do SNS temos os privados e a área, com os hospitais das Misericórdias que também podiam estar a ser articulados" no combate à pandemia.

Outras Notícias