Contágio

Só um concelho em Portugal Continental não está em risco extremo de covid-19

Só um concelho em Portugal Continental não está em risco extremo de covid-19

O boletim desta sexta-feira da Direção-Geral da Saúde (DGS) mostra que 303 concelhos estão em risco extremo de infeção, ou seja, com mais de 960 casos de covid-19 por 100 mil habitantes a 14 dias.

Os únicos concelhos que escapam a este nível de contágio são: Calheta (Açores), Mourão (Évora), Velas (Açores), Corvo (Açores) e Santa Cruz da Graciosa (Açores). O que significa que apenas um concelho em Portugal Continental não está no nível extremo.

Num dia em que se registam quase 60 mil novos casos de covid-19, os concelhos acompanham a tendência crescente da pandemia. Na semana passada havia 300 concelhos acima dos 960 casos por 100 mil habitantes, esta sexta-feira são mais três a juntar-se ao grupo (303 no total).

Há três concelhos no nível muito elevado de infeção (480-959,9 casos) e dois concelhos no nível elevado (240-479,9 casos). Não havendo, por isso, nenhum local em Portugal que não esteja atingido fortemente pela covid-19.

Apesar de os números parecerem melhores nos arquipélagos, pelo menos nos Açores, por outro lado, a Madeira apresenta o panorama mais gravoso do território nacional. O concelho de Câmara de Lobos regista 11918 casos e o Funchal tem 10205 contágios por 100 mil habitantes a 14 dias.

Já Cabeceiras de Basto, em Braga, é o terceiro local com mais infeções, são 9635 casos acumulados por 100 mil habitantes.

PUB

A infeção de SARS-CoV-2 ultrapassa por muito o patamar do nível extremo (960 casos), 32 concelhos superam os seis mil casos a 14 dias. A maioria localiza-se na região Norte e no arquipélago da Madeira.

A incidência acumulada nacional está, esta sexta-feira, nos 4731,3 casos de infeção, já o índice de transmissibilidade (Rt) situa-se no 1,10.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG